A Arte de Superar Problemas (Charles Stanley) RESUMO – Como Superar Problemas Emocionas, Adversidades e Lidar Com Perdas

A Arte de Superar Problemas de Charles Stanley é um livro que vai lhe ajudar a lidar com as perdas, tirar lições das dificuldades diárias, confortar amigos e parentes que estão passando por dificuldades e descobrir sua fé.

Neste resumo vou tentar mostrar quais são as razões que Deus usa a adversidade em nossas vidas. E como reagir à elas.

Adversidade para que se cumpra a Obra de Deus

Quando Jesus e seus discípulos se depararam com um homem cego desde seu nascimento. Os discípulos perguntaram a Jesus:

“Quem pecou: Este homem ou seus pais, para que ele nascesse cego?” (João 9:2)

Não restava dúvida de que alguém havia pecado, mas quem? E Jesus respondeu:

“Nem ele nem seus pais pecaram, mas isso aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele” (João 9:3)

Muitas vezes nos pegamos fazendo tais perguntas: Por que aconteceu isso? Por que tenho essa doença? Por que perdi meu emprego?

Perguntar e não encontrar uma resposta franca e direta pode vir a ameaçar as bases do que cremos a respeito de Deus e de sua bondade.

Assim como os discípulos somos inclinados a olhar para as adversidades de forma limitada. Podemos pensar que tal adversidade é uma forma de que Deus esta querendo nos dar o troco, questionando assim a bondade e a fidelidade de Deus.

Jesus, entretanto, fez com que os discípulos soubessem que aquela cegueira não era resultado de nada que o homem fez, mas sim que era parte do propósito de Deus. Portanto, o pecado não foi a causa direta da cegueira daquele homem, e sim Deus.

A historia do Homem cego felizmente não é o único nas escrituras em que Deus é arquiteto da adversidade.

O apóstolo Paulo fala da sua luta contra a adversidade para cumprir a Obra de Deus. Claramente ele indica a Ele como o responsável.

“Para me impedir que eu me exaltasse, por causa da grandeza dessas revelações, foi me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar” (2 Coríntios 12:7)

Deus desejava infringir algum sofrimento em Paulo afim de que ele se mantivesse humilde. Para conseguir realizar este propósito, Deus enviou um mensageiro de Satanás na vida de Paulo.

O plano era de Deus e ele utilizou seus próprios recursos para implementa-lo.

A adversidade com frequência é resultado do pecado

pecado-adversidadefonte da imagem:logos

Deus não é a única fonte das adversidades, muitas vezes adversidades surgem como resultado das nossas próprias atitudes, ou seja, pelos nossos pecados.

A enfermidade, as doenças, e todo o sofrimento com certeza não são amigos de Deus. Tudo começou no jardim do Éden, depois que Adão comeu o fruto proibido. As adversidades são intrusas, não tinha lugar no mundo de Deus no princípio e não terá lugar em seu mundo futuro.

Um exemplo citado no livro mostra claramente como a adversidade e o pecado andam lado a lado.

Ex: Uma mãe levou seu filho adolescente para ver o pastor. Ela achava em seu ponto de vista que o problema era sua má companhia. Ela explicou como a interação dele com determinado grupo de amigos estava levando-o a ter maus comportamentos em relação à autoridade. E estava impossível conviver com ele.

Depois de vários encontros a verdade finalmente veio a tona. A situação era que a mãe havia se separado do pai do garoto, e não estava nem um pouco interessada em uma reconciliação. O adolescente queria morar com o pai, e sua mãe não queria nem ouvir a respeito do assunto.

Quando o pastor explicou para a mãe o como uma separação hostil geralmente afeta os filhos, ela se zangou e disse: “O problema são os amigos dele, eu não tenho nada com isso”!

Nada do que o pastor dissesse faria diferença. Ela não conseguia ver nenhuma conexão entre o comportamento do seu filho em casa e sua relação ao marido.

Por diversas ocasiões ela pedia oração publicamente para si mesma, pela tristeza que seu filho vinha lhe causando. Ela jamais compreendeu que o conflito que ela vivia com seu filho tinha relação direta com seu próprio pecado.

A autor do livro enfatiza que entre 60 a 70 por cento das pessoas que ele aconselhou estão sofrendo consequências dos seus próprios pecados ou de terceiros.

Existem 4 maneiras em que Deus usa a adversidade em nossa vidas, vou apresentar duas delas

1 – Deus usa a adversidade como fonte de disciplina

“Deus nos disciplina para o nosso bem, para que participemos da sua santidade… produz frutos de justiça e de paz para aqueles que por elas forem exercitados.” (Hebreus 12:10-11).

Quando eu era criança meu pai sempre me disciplinava de forma com que eu entendesse o motivo, sempre explicava o porquê não deveria fazer tal coisa, e também o porquê estava me dando um castigo.

A disciplina de Deus não é sempre tão visível quanto a disciplina dos nossos pais. O Senhor não aparece durante a noite para nos contar como seremos disciplinados.

Na verdade, algumas vezes até parece que nosso pecado passou despercebido. Mas Deus quer sim que saibamos quando estamos sendo disciplinados. Não vai nos fazer bem sermos disciplinados sem saber o motivo.

A disciplina a qual estamos passando está de alguma forma  vinculada ao pecado que cometemos.  Já ouviu aquela frase que colhemos o que plantamos? Pois então: O apostolo Paulo disse:

“Pois que o homem semear, isso também colherá” ( Gálatas 6:7)

Muitas mulheres não podem ter filhos porque quando jovens abusaram de seus corpos com uso de drogas ou álcool,  ou por um estilo imoral de vida que envolve diversos parceiros sexuais.

Homens e mulheres perderam suas famílias por praticarem adultérios.

Executivos que furtaram suas empresas perderam seus empregos e suas reputações.

Todos esses casos mostram a disciplina de Deus na vida dessas pessoas.

A falta de sensibilidade espiritual pode obstruir a habilidade de um cristão em perceber que Deus está exercendo disciplina.

Não é difícil de encontrar pessoas reclamando de Deus pelas adversidades que estão passando. Elas não conseguem fazer a ligação dos seus sofrimentos com os seus pecados. Mas saiba que Deus está disposto a ir bem longe para realizar os seus propósitos.

“Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde porem produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados” (Hebreus 12:10)

2- Vencer o nosso orgulho

vencer-o-orgulho

Essa é mais uma maneira que Deus utiliza a adversidade em nossas vidas

“O orgulho vem antes da destruição, o espírito altivo antes da queda” (Provérbios 16:18)

Ex: Sheila é uma mulher talentosa da igreja, particularmente muito boa para lidar com os jovens. Ela sempre teve uma personalidade agradável e uma habilidade para se comunicar, sendo assim uma excelente professora e um exemplo a ser seguido.

No entanto como acontece com frequência com pessoas talentosas confiava muito nos elogios exagerados das pessoas.

Com o tempo a aprovação dos outros se tornou mais importante do que a aprovação silenciosa de Deus. E o orgulho foi assumindo o controle.

Então Deus tentou  por duas vezes fazer com que Sheila se humilhasse.

Sua primeira tentativa foi através da sua filha. Ela nasceu com uma deficiência física que deixava Sheila em condições embaraçosas em muitas situações.

Ao invés de assumir o compromisso de ama-la sobre qualquer circunstancia, Sheila a rejeitava, e ainda criticava sua filha em público.

No fim das contas Sheila provocou uma situação para que outras pessoas passassem a tomar conta da sua filha até que ela adquirisse mais independência. Ela sempre justificava seu comportamento pela alta importância do seu ministério.

Pouco tempo depois o marido de Sheila perdeu o emprego, e em decorrência disso perdeu também a autoconfiança.

Depois de um bom tempo sem trabalho ele conseguiu um emprego na prefeitura. Mas ganhava pouco e não era o tipo de trabalho que Sheila gostaria que ele fizesse.

E ao invés de apoiar seu marido quando ele realmente precisava, ela o deixou. Portanto mais uma vez ela deu um jeito de escapar de mais uma tentativa de Deus para que voltasse a ser humilde.

Depois que deixou seu marido começou um negócio próprio e com o passar do tempo deixou todas as responsabilidades com o ministério da igreja. Estava indo bem com os negócios, mas estava completamente longe do Senhor. Um sucesso aos olhos do mundo, mas não aos olhos de Deus.

O caso de Sheila é real e foi tirado do livro.

E como ela, você também pode resistir, mas saiba, só irá ferir a si mesmo. Por mais dolorosa que seja a adversidade é uma demonstração de amor de Deus. Ele age de maneira para preservar o seu potencial de vida.

E aqui vai um recado importante, anote aí:

O orgulho é sempre seguido por algum tipo de destruição. Pode ser a destruição da família, da carreira ou até da própria vida.

E você? Esta enfrentando algum tipo de adversidade? Talvez Deus tenha permitido uma situação difícil em sua vida afim de vencer o seu orgulho.

Se for esse o caso, você estaria disposto a agradecer? Não pela adversidade em si, mas por seu grande amor e cuidado por você e por sua família.

Como Reagir as Adversidades?

como-reagir-a-adversidade-com-deusfonte da imagen: Sinta-se em casa

Deus esta interessado em como reagimos à adversidade, logo, a nossa reação vai determinar os resultados que Deus almeja ou não.

Existem duas formas comuns que as pessoas lidam com as adversidades. Pela culpa e pela autopiedade.

Na autopiedade, por exemplo, não é difícil de encontrar pessoas dizendo: Oh meu Deus o que eu vou fazer? Ninguém se importa comigo. Olha só a minha situação. Eu não tenho mais nenhuma esperança. Logo eu não terei mais nenhum amigo.

A autopiedade é o resultado de se concentrar em si mesmo e não em Deus. As únicas pessoas que permitem entrar na autopiedade são aquelas que desejam se unir a uma situação miserável, e acabam muitas vezes ficando sozinhas.

É muito comum que essas pessoas se tornem depressivas. Acabam ficando sem esperança na vida, e não conseguem mais ver sentido nenhum em continuar vivendo.

E a reação incorreta à adversidade somente prolonga a agonia. Pois Deus tem algo específico para nos ensinar, e Ele não irá desistir até que tenha cumprido a sua vontade.

Mas então como realmente agir diante da adversidade?

  • Assuma a Responsabilidade

Não procure outro culpado. Não fique pensando o que teria acontecido se alguém tivesse feito algo de forma diferente. Admita para si mesmo que está enfrentando adversidade devido a algo que você mesmo fez ou deixou de fazer.

  • Confesse e arrependa-se de seu Pecado

Confessar é concordar com Deus . Dizer a Deus que pecou. Não que cometeu um erro. Não que sofreu um acidente. Apenas concordar com ele que é pecado. A seguir, arrependa-se do seu pecado e tome a decisão de não voltar a ele. Arrepender-se  é fazer todos os acertos necessários para não voltar mais àquele mesmo pecado. Desse modo Deus saberá que você esta levando Ele a Sério.

  • Não Reclame

Se você esta sofrendo por alguma coisa que você mesmo fez, não tem direito de reclamar. Não perca tempo tentando obter simpatia das pessoas. Utilize sua energia para acertar as coisas com Deus.

  • Agradeça a Deus por não ter permitido que você prosseguisse com seu pecado

Quando você vê o seu pecado pelo o que de fato ele é, e crê que Deus disciplina a quem ele ama, então faz sentido agradecer a Deus por enviar a adversidade em sua vida, se isso foi o necessário para evitar que você continuasse se ferindo mais ainda. Ninguém gosta de adversidades. Mas você pode e deve ficar grato por aquilo que a adversidade realiza.

Conclusão

Por fim, leia as escrituras que descrevem as adversidades dos servos de Deus. Leia a história de José. Coloque-se no lugar de Moisés quando lhe foi dito que não poderia entrar na terra prometida. Imagine como Noé se sentiu tolo construindo a arca. A Bíblia contém muitos exemplos que mostra a fidelidade de Deus em circunstancias adversas.

Preencha sua mente com essas verdades. Peça a Deus que abra os seus olhos para enxergar o lado humano desses personagens, para que você seja capaz de se identificar com suas dores e angustias.

Haverá aqueles momentos iniciais de choque e de confusão. Mas aquele que possui a perspectiva de Deus nesta vida e na vida por vir sempre se sairá vitorioso. (FIM)

Se você deseja adquirir o livro com desconto clique na imagem logo abaixo:

Espero que você tenha gostado do resumo. Aqui estão colocadas alguns pontos principais que o livro aborda. Mas com certeza vale a pena ler na integra. Deus não dorme e tem muita informação importante para te mostrar.

Vou ficando por aqui, comente logo abaixo o que você achou e se possível compartilhe este post com seus amigos, tenho certeza que Deus ficará muito feliz com esse gesto.

Fique com Deus e nunca se esqueça que “DEUS NÃO DORME”  😀

 

deusnaodorme

Olá, meu nome é Adriano Sandei, e sou apaixonado pela boa leitura. O objetivo do Blog é mostrar a palavra de Deus através de resumos dos melhores livros Cristãos do Brasil e do Mundo. Seja muito bem vindo(a), e fique a vontade para navegar no blog. E nunca se esqueça que "DEUS NÃO DORME NUNCA" ;)

Website: http://deusnaodorme.com